NOTÍCIAS

20 DE NOVEMBRO DE 2023
Tribunais estaduais celebram Dia da Consciência Negra com ações contra o racismo

Em seis estados brasileiros, o Dia da Consciência Negra é celebrado com feriado local, envolvendo toda a sociedade para a reflexão sobre como aumentar a consciência a respeito do racismo e construir uma sociedade mais justa, inclusiva e respeitosa. Os tribunais locais nesses estados também aproveitam a efeméride para promover ações de conscientização sobre exclusão racial, contribuindo para vencer a cultura de preconceito e violência vivida por grande parcela da população brasileira.

O Dia da Consciência Negra foi oficialmente instituído pela Lei n. 12.519/2011, em referência à morte, em 20 de novembro de 1695, de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. A data que celebra e relembra a luta e a resistência do povo negro ao longo dos anos já é celebrada como feriado local em mais de 100 cidades brasileiras, além dos estados de Alagoas, do Amazonas, do Amapá, de Mato Grosso, do Rio de Janeiro e de São Paulo.

“Nossa sociedade ensinou para os negros a aceitarem determinadas situações, que foram naturalizadas, apesar de cruéis, e nós precisamos aprender a identificá-las e combatê-las”, afirmou a presidente do Grupo de Trabalho de Ações e Políticas voltadas para as Mulheres Negras do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), juíza Leidejane Chieza Gomes da Silva, que vai coordenar o evento Coletividade e Interdisciplinaridade no Combate às Desigualdades Raciais, dia 30/11, na corte fluminense.

Ela ressalta que as palestras buscam chamar atenção do quadro funcional do tribunal e do público em geral para a existência do racismo e destaca que o Judiciário é reflexo do que acontece na sociedade. “Recentemente soubemos de histórias de pessoas que, mesmo tendo competência, nunca fizeram um trabalho intelectual. Homens e mulheres formados, alguns até pós-graduados, que faziam funções manuais, porque suas chefias não permitiam análise de processos, por exemplo. Só depois de eles tomarem consciência de que isso é fruto de racismo, entenderam o que haviam passado”, explica a magistrada.

Outras ações foram realizadas pelo tribunal fluminense desde o dia 6 de novembro e, até o final deste mês, estão programadas mais iniciativas, como o lançamento do e-book “Racismo Institucional – Como identificar e Maneiras de Combater”, pelo grupo de trabalho Mulheres Negras do TJRJ. O projeto visa orientar as pessoas para a identificação e o combate ao preconceito e vai ficar disponível no Portal do TJRJ para toda sociedade.

Já o Judiciário do Mato Grosso realiza, no Dia da Consciência Negra, ação própria para a conscientização contra o preconceito racial. Uma caminhada aberta ao público, na região central de Cuiabá, a partir das 8 horas, representa um “lembrete” da luta constante que a sociedade deve travar contra o racismo. Segundo a organizadora do evento, juíza Renata Evaristo do Carmo Parreira, essa é uma forma de valorizar o povo negro, “que tem uma importância histórica na formação da sociedade brasileira em diversos aspectos, como a música, a dança, a religião, a culinária e muitos outros elementos culturais”.

São parceiros dessa campanha idealizada pela Escola Superior da Magistratura (Esmagis-MT), as escolas da Assembleia Legislativa do Mato Grosso, dos Servidores do Tribunal de Justiça Mato Grosso, do Tribunal Regional Eleitoral do estado (TER-MT), do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT-23), do Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Militar, Polícia Civil, Associação Mato-Grossense dos Magistrados (Amam), Corpo de Bombeiros e outros.

No Tribunal de Justiça de Alagoas, a celebração incluiu evento realizado em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A Semana da Primeira Infância Quilombola, realizada entre 13 e 18 de novembro, promoveu um mutirão de serviços da Justiça Itinerante, rodas de conversa e uma oficina sobre prevenção à violência doméstica nessas comunidades, entre outras atividades.

Texto: Regina Bandeira
Edição: Sarah Barros
Agência CNJ de Notícias

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

 

The post Tribunais estaduais celebram Dia da Consciência Negra com ações contra o racismo appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Anoreg RS

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Anoreg/RS entrega placa de reconhecimento ao desembargador Giovanni Conti

Na tarde desta quarta-feira (31/01), o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio...


Anoreg RS

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Anoreg/RS entrega placa de reconhecimento ao desembargador Giovanni Conti

O juiz-corregedor do TJRS, Felipe Só dos Santos Lumertz, também recebeu a homenagem nesta quarta-feira (31/01).


Portal CNJ

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Tribunal atende 299 eleitores de aldeias indígenas em São Jerônimo da Serra (PR)

Na última sexta-feira (26/1) e no último sábado (27/1), o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), por...


Portal CNJ

01 DE FEVEREIRO DE 2024
52º Fonaje é encerrado com leitura da Carta de Belo Horizonte

O 52º Fórum Nacional dos Juizados Especiais (Fonaje), realizado em Belo Horizonte nos últimos três dias, com o...


Portal CNJ

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Justiça no Piauí comemora Selo Ouro, maior transparência e recorde de processos baixados

De forma inédita, o TJPI conquistou o Selo Ouro no Prêmio CNJ de Qualidade 2023 e fechou o ano com quase 280 mil...


Portal CNJ

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Justiça Federal da 3ª Região regulamenta implantação do juiz das garantias

A presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), desembargadora federal Marisa Santos, assinou,...


Portal CNJ

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Presidente do CNJ destaca ações do Judiciário na abertura do Ano Judiciário de 2024

Na sessão solene de abertura do Ano Judiciário de 2024, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do...


Anoreg RS

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Anoreg/RS completa 27 anos

Desde o seu estabelecimento, a ANOREG/RS tem desempenhado um papel crucial como força unificadora, fomentando a...


Anoreg RS

01 DE FEVEREIRO DE 2024
STF permite afastar separação de bens em uniões com maior de 70 anos

Colegiado concluiu que a separação de bens deve ser facultativa, aplicável apenas quando não for manifestada a...


Anoreg RS

01 DE FEVEREIRO DE 2024
Projeto determina que credor deverá provar que imóvel não é pequena propriedade rural

Projeto determina que credor deverá provar que imóvel não é pequena propriedade rural